De volta a Croácia

Tempo de leitura: 6 minutos

Eu e a Dani nos apaixonamos pela Croácia no verão europeu de 2013, quando fizemos uma de nossas viagens de motorhome com as crianças. A costa do país é lindíssima e embora as praias sejam de pedra como em boa parte da Europa, a água no mar é supertransparente (exatamente por não ter areia no fundo do mar). Dubrovnik é uma de nossas cidades preferidas na Europa.

Mapa
Liubliana para Camping Korana - 251 km

Após atravessarmos a fronteira (e o Crespi levar a segunda multa do dia pela falta do "vignette", na Eslovênia!), fomos direto para o Camping Korana, que fica a poucos quilômetros de uma das entradas do Parque do Lagos Plitvice. O lugar é espetacular, com 16 lagos de águas em vários tons de verde e azul e conectado por cachoeira. O parque tem uma área de 300km2, suas trilhas e passarelas ficam bem cheias no verão. Chegamos cedinho na bilheteria para sermos os primeiros da fila.

 

Plitvice lakes
Parque dos Lagos Plitvice

Ficamos cerca de quatro horas entre caminhadas, travessia de barco e de ônibus pelas diferentes áreas do parque. A beleza natural do lugar é incrível e nem as multidões que se acumulam em alguns dos pontos onde as passarelas se estreitam tornam o passeio menos agradável.

Lagos Plitvice
Lagos Plitvice
Cachoeiras
Inúmeras cachoeiras pelo caminho

 

 

 

 

 

 

Mapa
Camping Korana para Omis - 295,7 km

Partimos pouco depois do almoço rumo a Split, segunda maior cidade da Croácia depois de Zagreb. Ao chegarmos sem nem para decidimos ir direto para Omis. O tamanho da cidade destoou do que queríamos no momento. Essa é uma das grandes vantagens do motorhome. Nosso hotel móvel nos permite mudanças bruscas nos planos de viagem. Em Omis ficamos no mesmo camping que havíamos ficado com as crianças em 2013 e embora não fosse dos melhores, conseguimos vagas praticamente de frente para o mar. A noite fomos passear pela cidade e descobrimos uma área onde eu e a Dani não conhecemos na passagem anterior. Ruas cheias de turistas, restaurantes e lojas também. E mesmo assim é super agradável caminhar a noite depois de jantar em um dos inúmeros restaurantes italianos que dominam o lugar.

mapa
Omis para Dubrovnik - 201,9 km

Seguimos para Dubronik na manhã seguinte e sugeri que ficássemos em um hotel para quebrar um pouco a rotina dos campings. A ideia era por as roupas para lavar ao invés de lavarmos nós mesmos em um camping, assim pouparíamos tempo e teríamos uma noite mais confortável. As esposas adoraram a sugestão.

Pesquisamos hotéis no Google e optei pelo hotel Kompas. À beira mar, serviria bem o propósito de passarmos uma noite mais confortável. (Óbvio que quando liguei para confirmar a reserva e disse que estávamos em dois motorhomes de 7 metros, a recepcionista deu uma gaguejada e disse que veria o que poderiam fazer para nos acomodar.)

Old Town Dubrovnik
Old Town de Dubrovnik vista da estrada

Ao chegarmos no hotel e pararmos os dois motorhomes na porta, disse para todos que ficassem nos veículos até que eu conversasse na recepção para vermos como iríamos estacioná-los. Saí do motorhome de shorts, chinelo e camiseta com a barba de dois dias por fazer e o porteiro praticamente barrou minha entrada:

- Pois não? Perguntou o velhinho uniformizado que mostrava no olhar que eu não passaria da porta.

- Boa tarde. Vou fazer o check in.

- No hotel Kompas? A entonação foi demais. Era como se um plebeu estivesse tentando entrar no palácio de Buckingham.

- Sim, no Hotel Kompas. Respondi enquanto dava a volta por ele e entrei no hotel.

Na recepção foram um pouco mais amistosos. O gerente veio olhar o tamanho dos veículos e pediu que o Crespi estacionasse o dele perto da entrada da garagem subterrânea, assim as bicicletas ficariam seguras. O meu, ele liberou três vagas na rua que pertence ao hotel e estacionei. Estávamos claramente causando transtorno mas foram gentis o suficiente para nos sentirmos bem vindos. Desnecessário dizer que só dei gorjeta para o outro porteiro. Ele era mais jovem e demonstrou que estava se divertindo com a muvuca que causamos na entrada do hotel. O velhinho nos ignorou.

Nos instalamos e fomos almoçar na piscina do hotel. Comparativos entre os campings por onde havíamos passado e o hotel não foram poucos, sempre me provocando. E eu dizendo que a alegria ia acabar no dia seguinte.

Fomos para a praia e no final da tarde dei uma muito necessária malhada na academia do hotel. Tomamos um aperitivo durante o pôr do sol (quase 9 da noite) e fomos para Old Town, de táxi.

por do sol hotel Kompas
Bar do Hotel Kompas, no pôr do sol
Old Town de Dubrovnik a noite
Old Town de Dubrovnik, à noite

Ficamos vendo uma banda tocar em um dos restaurantes ao ar livre até quase meia-noite enquanto jantávamos e curtíamos o vinho nosso de cada noite. O melhor de tudo é que eu via que os Crespi estavam se divertindo tanto quanto nós (apesar das multas) e tinham entrado bem no ritmo de viagem em motorhome. É sempre um risco chamar alguém que nunca viajou assim para vir com você. Dirige-se bastante, campings no verão europeu estão sempre cheios e, principalmente para as mulheres, existe um certo desconforto. Usar banheiros e banhos coletivos, mesmo que sempre bem limpos, é bem diferente do quarto do hotel. Como viajamos juntos com ou sem crianças há mais de dez anos, conhecemos eles bem o suficiente para saber que estavam contentes.

Por minha conta, a família Crespi já se enfiou em roubadas na Índia, Vietnã, Bali, Camboja, Tanzânia entre outros lugares e nunca houve um estresse. (Quer dizer, a não ser os quase infartos que o Crespi sofreu em algumas situações consideradas por ele como mais extremas.) A Paula leva até bronca dele quando não se estressa com algumas roubadas que arrumo... mas no final tudo acaba em risadas e histórias para se contar em rodas de amigos. Ou em um livro quando se acumula muitas delas!

No dia seguinte pegamos a estrada logo depois do café da manhã rumo á Bósnia Herzegovina.

Como da primeira vez, deixei a Croácia com a certeza de que voltaremos em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *